Como viver de música – parte 2

Como viver de música – parte 2

Por Michael de Souza

Continuamos algumas reflexões sobre a vida do músico e como viver de música iniciadas na primeira parte do artigo.

Vamos logo começar com a dica principal:
Prepare-se antes!

Como viver de música?

– Quando for para a aula, não aprenda só o conteúdo, aprenda como ensiná-lo.

– Quando for gravar, aproveite e aprenda sobre todo o processo.

– Quando for ensaiar ouça todos os instrumentos e a maneira como eles se complementam, procure seu espaço sem atrapalhar os demais.

– Junte-se a músicos melhores que você.

– Não se constranja ao ser corrigido, aprenda e não erre de novo. 

– Pergunte sempre, seja curioso.

– Valorize os músicos mais experientes.

– Ninguém fica bom sem planejamento, estudo, constância e fé (em si mesmo).

Acordes, arpejos e escalas sem mistérios.

Curso de guitarra e violão, acordes, arpejos e escalas
Assista ao vídeo de apresentação

Se você quer ser músico profissional, precisa estudar pelo mesmo tempo que um médico se dedica para se tornar médico ou o que um engenheiro precisa se dedicar para se tornar engenheiro.

Você precisa ser bom músico, isso é imprescindível. Mas só ser bom músico não quer dizer nada. Você precisa estar preparado para as oportunidades antes delas aparecerem. Invista seu tempo não só no instrumento, mas em tudo que permeia a atividade.

Para ser bem sucedido é preciso ter uma postura profissional. Você precisa encarar a música com seriedade, tocar bem não faz de você um grande professor, tocar bem não faz de você um grande produtor e ter uma grande técnica não quer dizer que seu solo será emocionante. É necessário desenvolver seu intelecto e seu senso estético. Se for dar aula, por exemplo, procure saber como é o processo de aprendizado do nosso cérebro (isso lhe fará desenvolver novas técnicas de ensino). Se for tocar, respeite seus companheiros de grupo e respeite o repertório, mesmo não sendo o seu estilo predileto, com certeza você aprenderá muito se fizer direito.

viver de música
Como viver de música – parte 2

Veja os músicos que já conseguiram o que você almeja, converse com essas pessoas descubra como eles alcançaram a sua meta. O primeiro passo para ser valorizado é saber valorizar.

Só tocar bem não adianta. Você precisa ter uma postura de profissional. Se você trabalhasse em uma empresa, teria que ir todos os dias trabalhar de oito da manhã até as cinco da tarde. É preciso ter essa postura em relação à música.

Mesmo que não tenha uma banda, mesmo que não tenha aluno, mesmo que não tenha gravação, esteja com seu instrumento o tempo todo.

Procure produzir um trabalho (ter uma banda, vídeos, músicas, etc). Tocar bem no se quarto não adianta. Sua mãe vai continuar amando você, tocando bem ou mal.

Revolucione tudo que você sabe sobre improvisar!

curso online de improvisação

Tenha acesso ilimitado a TODOS os nossos cursos!!

cursos de música online com assinatura

Grátis

R$0,00
por 30 dias
Comece a estudar
agora!
  • Cursos com conteúdos limitados
Trimestral

R$88,90
por mês
3 x R$88,90
  • Acesso ilimitado a Todos os Cursos
  • Fóruns de discussão
  • Rede social de músicos
Semestral

R$59,90
por mês
6 x R$59,90
  • Acesso ilimitado a Todos os Cursos
  • Fóruns de discussão
  • Rede social de músicos
  • Acesso gratuito a Webinars
Melhor
Anual

R$44,90
por mês
12 x R$44,90
  • Acesso ilimitado a Todos os Cursos
  • Fóruns de discussão
  • Rede social de músicos
  • Acesso gratuito a Webinars

Michael de Souza é guitarrista, violonista, produtor musical, professor do Terra da música e coordenador pedagógico e sócio do Instituto Musical Souza e Muzir. Com mais de 20 anos de experiência, Começou a estudar música aos 8 anos no salesiano em Belo Horizonte e logo integrou o coral curumim que acompanhava o cantor Milton Nascimento em turnês pelo Brasil. Aos 9 anos descobriu o violão e aos 12 já dava as suas primeiras aulas para amigos e vizinhos. Estudou teoria musical e violino a partir dos 13 anos e integrou a orquestra jovem da Vale (projeto vale música) e já trabalhava como musico de bandas de baile. Aos 21 montou o Instituto Musical Souza e Muzir (Instituto Musical Jacaraipe na época), escola com uma metodologia de ensino pensada para o aluno, estabelecendo conceitos teóricos de maneira pratica e desmistificando o aprendizado. O instituto hoje é mais do que uma escola de musica, é um espaço de valorização da criatividade e da arte. Michael acompanhou varias bandas e artista capixabas e nacionais, como o cantor Zé Geraldo.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Marcelo Williams Costa Recent comment authors
  Inscreva-se para acompanhar  
Mais novos Mais antigos Mais votados
Notificar para
Marcelo Williams
Membro
Marcelo Williams

Excelente artigo, obrigado!